terça-feira, 26 de maio de 2015

Isto é um médium-eat-médium world



Tendo em conta que todos usam a mesma “imagem gráfica”, o número de W, Z ou Y no nome dos ‘professores’ não é grande coisa para a diferenciação ou notoriedade do serviço. E depois temos a localização: Ermesinde. Toda a gente sabe que Ermesinde não é terra de videntes. Em Ermesinde “há gajas boas. Gajas mesmo, mesmo boas!”

6 comentários:

  1. Ahahahaha ... esse tipo de "professores" adora a minha caixa de correio. :) Já que fazem previsões, deviam prever que eu estou a anos-luz de ser o público-alvo deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comigo, é o para-brisas do meu carro que adoram :D

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Não ando assim tanto por Ermesinde para confirmar, mas de certeza que sim. Só repeti o que os Gato fedorento disseram em tempos :)

      Eliminar
  3. Eu não sei, porque estou longe, mas a imagem desdiz o que afirmas, companheira: pelo menos um vidente, Ermesinde já tem. Ele lá sabe o público que procura :D

    ResponderEliminar