terça-feira, 3 de maio de 2016

Generation gap (Eu já volto à história do Boby Al-Fayed)

E o meu sobrinho mais velho, todo contente com as actividades extra-curriculares, resolveu mostrar à sua mãe, ou seja, à minha irmã, uma fotografia que partilharam no Facebook onde aparece ele com o padrinho de praxe. Sobre a imagem foram feitos alguns rabiscos que incluem um ponto, um traço ao alto e outro ponto. Isto, graficamente, tem um significado. É um símbolo ou signo, vá. Mas não foi bem interpretado pela minha irmã, ora bem, a minha irmã não é propriamente uma connaisseur deste tipo de linguagem (nem vou falar do emojis):

- Olha, curioso... Porque te puseram um chupeta na cara?
- Hein?! Ò mãe, não é uma chupeta...

2 comentários: